Adipômetros Mais Indicados Para Fazer Antropometria

Atualizado: Fev 13

Diversos métodos e protocolos são utilizados para avaliar a composição corporal e do peso, especialmente a massa gorda e a massa magra.


Foto: Scott Webb/ Fonte: pexels.com

Pesagem hidrostática, pletismografia, técnicas de água marcada e absortometria de energia dupla (DEXA) são considerados como métodos de referência por suas precisões de estimativas da #composiçãocorporal. Contudo, são caros e complicados de serem feitos. Dessa forma, o método mais frequentemente utilizado para avaliação da composição corporal em consultórios de nutrição é a tomada das #dobrascutâneas. Esse é um método rápido, simples e de baixo custo, pois requer apenas um #adipômetro.


Evidentemente, o avaliador precisa passar por um treinamento para a obtenção de dados confiáveis. Além disso, é preciso conhecer um pouco mais sobre o equipamento, o público-alvo e as equações preditivas utilizadas para cálculo da densidade corporal e de #percentualdegordura. Assim, uma das grandes dúvidas do Nutricionista é: "Qual adipômetro utilizar?"


Mas antes… O que são adipômetros?


Também chamado de compasso de dobras cutâneas, espessímetro ou plicômetro. O adipômetro é um equipamento usado para medir a espessura do #tecidoadiposo sob a pele no nosso corpo.


Apesar da existência de diversas marcas de adipômetros, os que apresentam maior aceitação no meio científico internacional são o Lange (norte americano) e o Harpenden (inglês). Isso porque os estudos para validação das equações preditivas mais utilizadas na prática clínica e os estudos sobre a fidedignidade de dobra cutâneas usaram, em sua maioria, esses dois modelos.


Confira os 5 tipos de #adipômetros mais utilizados na prática clínica.


1. Lange

Fonte: zonamedicamx.com

Manufaturado desde 1962 pela Cambridge Scientific Instruments (EUA), é o mais utilizado em estudos antropométricos no mundo e amplamente empregado em trabalhos científicos. Tem precisão de 1mm.


2. Harpenden

Fonte: mercadolivre.com

Tem sido o adipômetro padrão e referência de pesquisas da área por anos, sendo que diversos trabalhos relevantes foram feitos com sua utilização. Tem a maior precisão dentre todos os modelos (0,2mm) e é autocalibrável.



3. Sanny clínico e científico


Fonte: sanny.com.br

É certificado pela American Medical do Brasil. O científico tem precisão de 0,5mm, e o clínico, de 1mm.


4. Cescorf clínico e científico

Fonte: ispsaude.com

No Brasil, o adipômetro Cescorf tem recebido grande aceitação por parte de usuários do método de estimativa de dobras cutâneas e por pesquisadores da área de composição corporal. Ele possui design e mecânica semelhante aos do Harpenden, com pressão constante exercida em qualquer abertura de suas mandíbulas e unidade de medida de 0,1mm.


Ainda existem outros modelos, feitos de diversos materiais e com durabilidade, precisão e escalas diferenciadas, tanto analógicas, quanto digitais, cuja aplicação e acurácia ainda estão sendo estudadas. Mas, com certeza, aqueles adipômetros de plástico e sem mola, frequentemente distribuídos em eventos de saúde, que dependem exclusivamente da força dos dedos para firmarem a dobra, não devem ser utilizados.

Então… Qual adipômetro utilizar?


A escolha do adipômetro a ser adotado como instrumento de medida da gordura corporal deve ser feita com base nas equações preditivas escolhidas para serem utilizadas em uma determinada população. Isso porque os resultados podem ser afetados significativamente pelo tipo de adipômetro utilizado, o que parece estar relacionado com a precisão, superfície de contato e mecânica do instrumento.


Desta forma, você, Nutricionista, precisa escolher o seu adipômetro de acordo com o seu trabalho (se você atende em uma clínica ou precisará do adipômetro para fazer pesquisas científicas, por exemplo) e com as equações preditivas para obtenção dos resultados de composição corporal. 😉


Gostou?

Então cadastre-se em nosso site e receba muitas dicas para sua atuação profissional!




Bibliografia Consultada:


BORGES, J.H.; RIBEIRO, R.R.; SILVA, A.C.; BARONI, M.P.; SANTOS, K.D.; MINATTO, G. Comparação entre diferentes instrumentos e equações preditivas de análise da composição corporal. Arquivos de Ciências do Esporte, v. 2, n. 1, 2013.


CORDEIRO, E.M.; MIRITIBA, L.M.; SILVA, A.E.; CONCEIÇÃO, M.M.; OLIVEIRA, J.C.; ENNES, M.G.; FIGUEIREDO, T. Comparação entre diferentes adipômetros na medida da espessura de dobras cutâneas em crianças e adolescentes no gênero masculino. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v. 10, n. 62, 2016.


CYRINO, E.S.; OKANO, A.H.; GLANER, M.F.; ROMANZINI, M.; GOBBO, A.; MAKOSKI, A.; BRUNA, N.; MELO, J.C.; TASSI, G.T. Impacto da Utilização de diferentes compassos de dobras cutâneas para a análise da composição corporal. Revista Brasileira de Medicina Esportiva, v. 9, n. 3, 2003.


ROSSI, L.; CARUSO, L.; GALANTE, A.P. Avaliação Nutricional – Novas Perspectivas. 2ª edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2015.


Toledo e Souza Prestação de Serviços Ltda/ Copyright© 2001 - Cookie

CNPJ: 28.831.601/0001-65

Av. D, n. 419, 4º andar - Setor Marista

Goiânia/ GO - CEP 74.150-040

contato@cookie.com.br/ WhatsApp (62) 98134.3414