Carrinho Vazio

Blog da Cookie

Os 5 Passos da Consulta de Nutrição

Durante o curso de nutrição temos poucas oportunidades para aprender, na prática, como é feita uma consulta, um atendimento nutricional. Então formamos e bate a maior insegurança! Seja para atender em consultórioseja como personal dieter, é importante coletar informações detalhadas e corretas, para a realização de um diagnóstico nutricional e uma prescrição dietética acertados. E é por isso que nós da Cookie® fizemos este post, para deixar tudo muuuuito mais fácil para você. Confira as principais etapas da avaliação nutricional que devem ser seguidas na consulta de nutrição e faça bonito na hora de atender seus clientes!

As principais etapas da avaliação nutricional que devem ser seguidas na consulta de nutrição

Cadastro 

Além dos tradicionais dados pessoais (nome, data de nascimento e sexo), é interessante constar no cadastro do paciente os dados socioeconômicos, como escolaridade e perfis em mídias sociais. A maneira como seu paciente busca e entende informações relacionadas à saúde e alimentação podem fazer toda a diferença na hora de comunicar-se de maneira eficiente com ele. E isso poderá influenciar diretamente na adesão do plano alimentar, na visão que ele terá do acompanhamento nutricional e nos resultados alcançados por vocês. Isso sem falar que o seu atendimento é um trabalho que precisa gerar lucro, e todas essas informações serão importantes para que você possa cultivar relacionamentos, manter contato com os pacientes e realizar novas consultas.

Avaliação clínica 

Nesta etapa são coletadas informações clínicas: 

  • História atual: queixas atuais, motivo da consulta, micção, funcionamento intestinal, horas de sono, estresse, uso de medicamentos… 
  • Sinais: aquilo que podemos ver. Ex.: pigmentação do cabelo, resistência das unhas, estado da pele, aparências das mucosas, etc. 
  • Sintomas: o que o paciente sente. Ex.: cansaço, indisposição, transtornos gástricos, entre outros. 
  • História pregressa: queixas estéticas e problemas de saúde que o paciente já teve, bem como cirurgias e exames realizados. 
  • História familiar: investigação de problemas de saúde existentes na família, como obesidade/sobrepeso, hipertensão arterial, transtornos renais… 

Os sinais e sintomas clínicos, associados às avaliações descritas a seguir, são excelentes indicadores de ingestões excessivas ou deficientes de nutrientes e energia.

Avaliação alimentar 

Nesta etapa, bem como nas demais, é importante não induzir o paciente a responder de acordo com o que ele acharia legal. Ele deve explicar os fatos, e o nutricionista deve substituir afirmações por questionamentos, sem julgar o cliente. Troque: “Você consome carne diariamente, não é?” por “Você costuma comer carne?” Se a resposta for afirmativa, prossiga: “Com que frequência?” E se preciso, dê exemplos bem amplos, do tipo: “Uma vez por semana, a cada três dias?” 

Nesta etapa também são investigadas alergias e intolerâncias alimentares, preferências e aversões, horários das refeições, tipo e frequência de ingestão de alimentos e tentativas anteriores de mudar a alimentação. 

Siga cookie no instagram

Avaliação comportamental 

Muito em alta, esta etapa investiga a relação do paciente com a comida e outros hábitos não alimentares, como ingestão de bebidas, prática de exercícios físicos, atividades físicas rotineiras e tabagismo. 

Avaliação bioquímica 

São dados extraídos de exames de fezes, sangue e urina. O nutricionista pode e deve pedir exames relacionados à ingestão alimentar e ao estado físico e nutricional do paciente. Para conhecer os exames que devem ser solicitados, clique aqui. Caso você trabalhe com crianças, veja os principais exames solicitados para este público, clicando aqui.  

Avaliação antropométrica 

Refere-se à tomada de medidas do corpo do avaliado: peso, estatura, perímetros, dobras cutâneas e diâmetros ósseos. Esta avaliação reflete o estado proteico e energético do paciente e revela dados importantes sobre quantidade e distribuição da gordura corporal. Essa análise permite relacionar os resultados a outros fatores de riscos para a saúde, levantados nas outras etapas da consulta, descritas acima.  

 

Finalizando… 

Fazer as perguntas certas é fundamental para que possamos extrair as informações necessárias e ajudar o paciente a repassá-las para nós. Por isso, nas Planilhas Cookie® você encontra uma detalhada anamnese com todas as informações acima. Nosso o objetivo é facilitar a realização da consulta e propiciar a realização de uma prescrição dietética muito mais eficiente. 

planilhas-cookie

Confira os demais posts do nosso blog, sobre atendimento nutricional em consultório e como personal dieterclicando aqui. 

Confira também nosso canal no YouTube, com vídeos sobre avaliação nutricional e prescrição dietética, clicando aqui.

 

Deixe o seu comentário

Carrinho Vazio