Carrinho Vazio

Blog da Cookie

Nutrição e Ortopedia

artrose

Hoje é o Dia do Ortopedista!!! Ortopedista é o médico especializado em diagnosticar e tratar disfunções e lesões da locomoção (músculos, ossos, ligamentos, tendões, nervos e articulações). Cabe ao ortopedista a reabilitação do sistema lesionado, bem como prevenir futuras lesões.

A Nutrição está intimamente ligada às doenças ortopédicas, cabendo a ela, em muitos casos, prevenir o surgimento de doenças, reverter o processo e melhorar a qualidade de vida dos pacientes cuja doença já se instalou. Não consegue estabelecer esta relação? Nós te provamos que tem tudo a ver!

As doenças ou lesões locomotoras, isoladas ou em conjunto, podem produzir quadros de limitações físicas de grau e gravidade variáveis, de acordo com o segmento corporal afetado e o tipo de lesão ocorrida.

  • Artrose:

Dentre as várias deficiências físicas do aparelho locomotor, as doenças músculo-esqueléticas (DME) são responsáveis por afastamentos do trabalho, invalidez e aposentadoria – muitas vezes atingindo a faixa da população economicamente ativa. A osteoartrose (OA) é uma das causas mais frequentes da DME, sendo o joelho o local mais afetado. Ela é uma doença que se caracteriza pelo desgaste da cartilagem articular e por alterações ósseas. A OA ocupa o terceiro lugar na lista dos segurados da Previdência Social que recebem auxílio doença, estando atrás somente das doenças cardiovasculares e mentais.

Estudos realizados sobre os custos da obesidade apresentaram as DME como o segundo montante de gastos com os pacientes obesos e suas doenças associadas, superadas apenas pelas complicações cardiovasculares. Segundo a última pesquisa do Ministério da Saúde, realizada em 2011, intitulada Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), mais da metade da população brasileira tem excesso de peso. O excesso de peso contribui diretamente para o surgimento da AO, pois aumenta o desgaste da articulação do joelho (sobrecarga mecânica). Além do efeito mecânico, outro fator que pode explicar a relação entre OA e excesso de peso é o hormônio leptina. A leptina é positivamente relacionada à massa gorda, ou seja: quanto mais massa gorda, mais leptina. Em adultos, receptores de leptina se ligam às células articulares que são responsáveis por desfazer a matriz óssea.

Daí a primeira e mais óbvia relação entre nutrição e saúde músculo-esquelética: a redução de peso faz-se necessária para prevenir/reduzir os danos. Muitas vezes não é fácil, pois a própria doença limita a intensidade e frequência do exercício físico, reduzindo a habilidade em aumentar o gasto energético. Entretanto, quando o peso corporal se aproxima do normal, o paciente com OA sente alívio do desconforto e da dor e um aumento da capacidade de fazer atividade física.

obesidade

  • Raquitismo e osteomalácia:

O raquitismo e osteomalácia também são doenças normalmente associadas e também relacionadas à área ortopédica. O raquitismo é caracterizado por anormalidades na formação óssea (osso em crescimento), com áreas não mineralizadas, desorganização da arquitetura celular e retardo na maturação óssea. A osteomalácia é caracterizada pelo enfraquecimento e desmineralização dos ossos nos adultos. Ambos se originam devido à deficiência de vitamina D – deficiência esta que pode ser causada por tumores, alterações genéticas, anticonvulsivantes, antiácidos, envelhecimento e, certamente, por deficiências nutricionais. A carência de vitamina D é uma das mais comuns entre os brasileiros, atingindo mais da metade da população. Os alimentos fonte de vitamina D são salmão, sardinha, óleo de fígado de bacalhau, fígado bovino, gema de ovo, leite e derivados integrais. É muito comum haver necessidade de suplementação em grande parte dos casos de carência.Além disso, há a recomendação para exposição à luz solar. Em pacientes com o quadro já instalado, a correção da dieta e a exposição diária à luz solar, em geral, são suficientes.

leite e derivados lácteos

  • Osteoporose:

A osteoporose, provavelmente a mais conhecida dentre as doenças ósseas relacionadas à nutrição, é caracterizada por desmineralização e redução da matriz óssea, comumente ocorrentes ao avançar da idade. A doença progride lentamente e raramente apresenta sintomas, até que ocorra a quebra dos ossos. É mais comum em mulheres, e mais ainda entre as de etnia branca. Como o período de maior retenção de mineral ocorre durante a infância e a adolescência, é nesta fase que o consumo de cálcio deve estar mais adequado. A única fonte de cálcio disponível para o organismo humano é aquele proveniente da dieta, sendo importante garantir uma ingestão mínima do mineral para o completo crescimento e maturação dos ossos. As fontes mais comuns de cálcio são o leite e derivados e vegetais verde escuro.

  • Cãibras:

Atletas também sofrem com problemas ortopédicos. A queixa mais comum é a cãibra muscular, que atrapalha a performance. Cãibras musculares são contrações intensas de um músculo isolado ou de um grupo deles e que ocorrem involuntariamente. Normalmente acontecem após exercícios físicos e podem desencadear lesões mais graves. A cãibra pode ser causada por metabólitos tóxicos produzidos durante o exercício, desidratação e perda de sais, déficit de vitaminas e outros. A suplementação de eletrólitos, (sódio), vitaminas (E e C, antioxidantes) e minerais, como o potássio e o magnésio, ajuda a reduzir este problema.

exercícios físicos

  • Perda de massa muscular:

Um fator importante quando falamos de problemas no sistema locomotor é o músculo – mais precisamente, a perda muscular. A perda muscular pode ser causada por inúmeros fatores, que vão do sedentarismo até distrofias musculares graves. A dietoterapia varia conforme o caso: perdas musculares em atletas e idosos podem necessitar suplementação de carboidratos, proteínas, aminoácidos e peptídeos (como creatina, glutamina ou BCAA), vitaminas e antioxidantes, que em conjunto, proporcionarão maior resistência e força muscular. Já as doenças altamente catabólicas (cânceres, doenças terminais, lesões neuromusculares e medulares) ocasionam perdas musculares severas, com forte debilidade; assim pode requerer nutrição enteral e/ou parenteral, e a suplementação de nutrientes deve garantir a recuperação e/ou manutenção muscular.

E então? Está convencido da estreita relação da Nutrição com a Ortopedia? Percebeu que doenças ortopédicas não estão ligadas apenas aos idosos, e que até mesmo as crianças ser as vítimas, se cuidados não forem tomados? Que bom!

Desejamos um ótimo Dia do Ortopedista a esses profissionais de ouro! Que essa conexão com a Nutrição seja cada dia mais valorizada e estudada, para trabalharmos em conjunto em prol da saúde dos ossos, músculos, articulações… enfim, da sua saúde!

Gostou do que leu?

Siga cookie no instagram

Texto: Dennia Trindade
Revisão: Ju Tolêdo

Bibliografia consultada:

CALADO et al. Diagnóstico nutricional de pacientes em hemodiálise na cidade de São Luís (MA). Revista de Nutrição, 2009.

HERNANDEZ, A. J.; NAHAS, R. M. Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para a saúde. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 2009.

LERNER et al. O cálcio consumido por adolescentes de escolas públicas de Osasco, São Paulo. Revista de Nutrição, 2000.

MECHICA, J. B. Raquitismo e osteomalácia. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, 1999.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico. 2011.

NASCIMENTO et al. Estado nutricional e fatores associados em idosos do Município de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 2011.

PERALTA, J.; AMANCIO, O. M. S. A creatina como suplemento ergogênico para atletas. Revista de Nutrição, 2002.

RANGEL-DE-OLIVEIRA, T. R. P.; RADICCHI, A. L. A. Inserção do nutricionista na equipe de atendimento ao paciente em reabilitação física e funcional. Revista de Nutrição, 2005.

VILLELA, N. B., ROCHA, R. Manual básico para atendimento ambulatorial em nutrição. Salvador: EDUFBA, 2008. 120 p.

Deixe o seu comentário

Carrinho Vazio