Blog da Cookie

Conteúdos exclusivos sobre nutrição, saúde, estética e marketing para nutricionistas

Início / Emagrecimento / Ficar Sem Jantar Emagrece: Verdade Ou Mentira?

Buscar no Blog

  • Compartilhar post

22.12.2015

Ficar Sem Jantar Emagrece: Verdade Ou Mentira?

Ficar sem jantar emagrece?

É comum ouvirmos as pessoas dizerem que pararam de jantar para emagrecer.

Mas, será que funciona mesmo?

Para ser bem sincera, pode funcionar sim, tendo em vista que, se você deixa de fazer uma refeição, estará ingerindo menos calorias. Mas isso se você não descontar nas outras refeições. Se você tira o jantar, mas come mais nos outros horários, pode até engordar! Partindo deste raciocínio, vale excluir qualquer refeição: se você não almoçar, não lanchar ou não fizer o desjejum, sem mudar nada nas outras refeições, você provavelmente vai emagrecer.

E isso não é bom?

A notícia ruim é que isso acontecerá apenas no início. Com o tempo, a técnica vai deixar de funcionar. Isso porque, à medida que você vai ficando longos períodos sem se alimentar, seu metabolismo pode cair. Isso quer dizer que seu organismo poderá ficar cada vez menos eficiente quando a missão for queimar calorias. Claro! Passando por uma restrição exagerada dessas ele começará a economizar energia, entendeu? Lei da sobrevivência. E aí você pode pensar: “Mas é só uma refeição!” Lembre-se que se a sua última refeição for, por exemplo, às 17h, e o café da manhã do dia seguinte às 7h, você ficará nada menos que 14 horas sem comer!!! E não se iluda: geralmente quem não toma café-da-manhã desconta no almoço. Pular refeição é uma fria comprovada em pesquisas e na prática. Sem falar que a maioria das pessoas que faz isso não aguenta a fome (lógico!), larga essa tática maluca e volta à comilança com força total, em geral ganhando muito mais peso do que tinha quando começou a cortar o jantar

ficar sem jantar emagrece

E vamos combinar: ninguém merece dormir com fome! Na maioria das vezes, o desjejum de quem não janta, no dia seguinte tem o dobro de pães, chocolate quente… Melhor mesmo é fazer uma distribuição regular ao longo do dia, com as famosas de 4 a 6 refeições diárias.

E o que jantar então?

Boas opções de jantar incluem refeições preparadas com pouca gordura: macarrão integral com molho à bolonhesa e salada verde ou ainda arroz integral com lentilha e cenoura, frango em cubos e salada de frutas. Não caia nessa de trocar alimentos ricos em fibras por um lanchinho como sanduíche “natural” – cheio de maionese – ou quitandas, suco ou leite com açúcar, presunto e queijo gordo… não funciona!

Fique de olho nas melhores opções!

Conclusão: ficar sem jantar pode emagrecer no início, mas depois pode provocar queda do metabolismo basal e estimular o efeito sanfona.

Texto: Ju Tolêdo
Revisão: Anne Karoline Paiva

Tags:

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

De brinde você escolhe de um a cinco e-books sobre nutrição totalmente gratuitos.