Carrinho Vazio

Blog da Cookie

Exames Laboratoriais: Quais o Nutricionista Pode Solicitar?

Exames laboratoriais e nutricionistas

Você sabia que a solicitação de exames laboratoriais é uma das competências do nutricionista?

Isso mesmo! Os exames laboratoriais são fundamentais para a realização de uma abordagem nutricional bem feita. Eles fazem parte das etapas da avaliação nutricional do paciente, sendo elas:

Seguindo essas etapas, o profissional terá melhor embasamento para realizar prescrições dietéticas acertadas e realizar o acompanhamento e a evolução do paciente, até que o objetivo nutricional seja alcançado com excelência.

Para entender um pouco mais sobre as etapas de uma consulta de nutrição e sobre a avaliação nutricional, assista ao vídeo:

A solicitação de exames bioquímicos pelo nutricionista é respaldada pelas seguintes leis:

Como fazer o pedido de exames laboratoriais?

O formulário de solicitação de exames deve conter:

  • Nome do paciente
  • Exames solicitados
  • Data
  • Carimbo e assinatura do profissional solicitante (com número de inscrição no Conselho Regional de Nutricionistas – CRN e respectiva jurisdição)

Exames laboratoriais e nutricionistas

Quais exames laboratoriais podem ser solicitados pelo Nutricionista?

A definição dos exames bioquímicos que o Nutricionista deve solicitar depende do objetivo da investigação e do tipo de tratamento em que o paciente se encontra. Já periodicidade dessa solicitação depende do diagnóstico nutricional, bem como da evolução apresentada do paciente. Aqui novamente compete ao Nutricionista, inteira responsabilidade sobre as justificativas técnicas para tais solicitações. Confira as indicações mais comuns e os respectivos exames que podem ser solicitados:

  • Exames laboratoriais utilizados em desnutrição proteica: hemograma completo, proteínas totais, proteína ligadora de retinol, índice de creatinina-altura (ICA)
  • Exames bioquímicos para avaliação e acompanhamento de doenças cardiovasculares: triglicérides, colesterol total, HDL, LDL, VLDL, apoliproteína A, apolipoproteína B, índice de Castelli I, índice de Castelli II
  • Exames utilizados para acompanhamento de doenças endócrinas: glicemia, teste oral de tolerância à glicose, insulina, peptídeo C, hemoglobina glicada
  • Exames para avaliação da tireoide: tiroxina (total e livre), triiodotironina, globulina ligadora de tiroxina (TGB), hormônio estimulador da tireóide (TSH)
  • Exames utilizados para acompanhamento de doenças renais: gasometria, ureia, creatinina, sódio, cálcio (total e iônico), potássio sérico, fósforo sérico, magnésio sérico, ácido úrico, oxalato, citrato, proteína, filtração glomerular
  • Exames laboratoriais para acompanhamento de doenças hepáticas: alanina aminotransferase (ALT); aspartato aminotransferase (AST), gama glutamiltransferase (GGT), bilirrubina
  • Exames laboratoriais para acompanhamento de anemia: ferro, transferrina, ferritina, capacidade total de ligação do ferro
  • Acompanhamento laboratorial de carências específicas advindas de cirurgia bariátrica e/ou outras desordens: vitamina B12, ácido fólico, cálcio total, cálcio iônico, ferro, zinco, sódio, fósforo, selênio, cloro, vitamina A, vitamina C, vitamina E, vitamina K, vitamina B6, vitamina B2, vitamina D3
  • Outros hormônios: ACTH, ADH, calcitonina, cortisol, FSH, GH, progesterona, prolactina, testosterona
  • Outros exames: amilase, amônia, beta HCG, ceruloplasmina, frutosamina, gastrina, leptina, lipase, oxalato, tempo de protrombina

Como interpretar os resultados?

Cada resultado, isoladamente, não é suficiente para chegar a nenhuma conclusão. Interpretar apenas um exame é como avaliar apenas o IMC, verificar dobras cutâneas isoladas ou um único sinal clínico. Isso não fornecerá dados suficientes para que o profissional feche sua conduta adequadamente. Para chegar a um diagnóstico nutricional correto, o nutricionista deve conhecer as limitações de cada exame, minimizando assim, possíveis erros de interpretação. Lembre-se de observar interações medicamentosas, alimentares e até mesmo com outros exames para realizar uma interpretação correta dos resultados.

Compete ao nutricionista inteira responsabilidade sobre a leitura e interpretação dos resultados que estes exames oferecem. Ou seja, para pedir um exame e interpretá-lo é preciso muito estudo e qualificação.

E atenção: o diagnóstico de doenças deve ser feito por um médico, enquanto os exames solicitados por Nutricionistas devem ser limitados à monitorização dietoterápica e diagnósticos nutricionais. Caso você encontre algum tipo de alteração quanto aos valores normais de algum exame, peça ao paciente que marque consulta com um médico especialista.

Exames laboratoriais e nutricionistas

Por que muitas vezes o plano de saúde nega o pedido de exames do nutricionista?

Infelizmente, isso ainda acontece porque a Lei Federal nº 9.656, de 3 de junho de 1998 diz que a cobertura de serviços de apoio diagnóstico, tratamentos e demais procedimentos ambulatoriais devem ser solicitados pelo médico assistente. Ou seja: depende da autorização do médico auditor do plano de saúde, que pode ou não autorizar o procedimento.

O Nutricionista deve adicionar uma justificativa técnica fundamentada explicando a necessidade da realização dos exames para a avaliação nutricional e acompanhamento do paciente, pois isso oferece argumento técnico para autorização do auditor do plano de saúde. Outro cuidado é solicitar apenas os exames laboratoriais necessários à avaliação, prescrição e evolução dietoterápica do paciente para aquele momento. Muitas vezes o paciente já possui exames recentes que você pode estar utilizar. Lembre-se de levar em consideração as condições de seu paciente, tendo em vista que várias pessoas não têm plano de saúde ou podem ter seus exames não autorizados por ele.

Ao paciente cabe exercer a sua cidadania procurando a garantia de seus direitos, seja junto aos órgãos de defesa do consumidor, Ministério Público (promotoria de justiça), nas representações regionais da ANS ou mesmo com seus advogados.

Segundo o Conselho Federal de Nutricionistas, em matéria publicada em novembro de 2019, o Projeto de Lei (PL) 5881/2019, que altera a Lei nº 9.656, de 03 de junho de 1998, que dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde, está pronto para distribuição nas comissões da Câmara dos Deputados. Esse PL trata da inclusão, na cobertura do atendimento ambulatorial, dos exames complementares solicitados por nutricionistas, quando necessários ao acompanhamento dietoterápico. Essa decisão prevê que todas as operadoras de plano de saúde deverão cobrir os exames laboratoriais necessários ao acompanhamento dietoterápico prescrito por Nutricionistas e ainda está pendente do julgamento final.


Gostou?
Nas Planilhas Cookie® você encontra a avaliação bioquímica completa para acompanhar todos os exames feitos por seu paciente, bem como as indicações de cada um! Tudo isso para que você faça sempre um atendimento de excelência!


Bibliografia Consultada:

Câmara dos Deputados

Conselho Federal de Nutricionistas

Governo do Brasil

Planilhas Cookie®

VITOLO, M. R. Nutrição: da gestação ao envelhecimento. Rio de Janeiro: Editora Rubio, 2014.

Deixe o seu comentário

Carrinho Vazio