Carrinho Vazio

Blog da Cookie

Como Você Avalia o Consumo Alimentar do seu Paciente?

nutricionista

Em uma consulta de nutrição, para identificar os padrões de consumo alimentar e investigar a relação entre estado nutricional e a saúde dos pacientes, os nutricionistas podem utilizar alguns métodos. Estes ajudam na estimativa da quantidade e frequência de consumo de alimentos durante um período de tempo. São os chamados inquéritos alimentares! Os mais conhecidos são recordatório de 24 horas, registro alimentar e questionário de frequência alimentar! Ficou em dúvida de qual utilizar? Não existe uma metodologia perfeita, mas métodos que podem ser utilizados de acordo com o objetivo do nutricionista e do paciente! Vamos explicar um pouco mais para você.

Recordatório de 24 horas

 

Ele consiste na obtenção de informações sobre os tipos e quantidades de alimentos e bebidas ingeridos nas 24 horas que antecedem a consulta, ou seja, no dia anterior. Este método é rápido e simples de ser aplicado em uma consulta, porém depende bastante da memória do entrevistado! Além disso, aplicar o recordatório de 24 horas exige que o entrevistador (nutricionista) estabeleça uma boa comunicação com o paciente e evite a indução de respostas. Outra boa ressalva é que este método não estima a dieta habitual do paciente, pois a ingestão relatada pelo paciente pode ser atípica, ou seja, não condizer com sua realidade. Já pensou se a consulta é na segunda feira e o paciente vai te contar sobre o churrasco que comeu no domingo?

Registro ou diário alimentar

registro consumo alimentar

O registro alimentar é o método no qual o paciente registra diariamente tudo aquilo que consome (ele pode ser de um dia ou de períodos mais longos). Diferente do recordatório, ele não depende de uma boa memória do paciente, já que os alimentos devem ser anotados à medida em que são consumidos e ainda identifica os tipos de alimentos e preparações consumidos e horários das refeições. Porém, neste tipo de método, o registro de consumo pode ser alterado, já que o paciente sabe que será avaliado! Lembrando que explicar bem como funciona este método é essencial para que ele seja bem executado! O nutricionista deve salientar ao paciente que todas as refeições devem ser registradas, desde as refeições principais, as beliscadas, aquele chiclete e até os copos de água. Com tudo isso, mostrar ao seu paciente e treiná-lo quanto ao uso e conhecimento de medidas caseiras é essencial para que o registro alimentar seja feito com o mínimo de erros possíveis.

Siga cookie no instagram

Questionário de frequência alimentar

 

Este método é considerado o mais prático e informativo método de avaliação em estudos que investigam a associação entre o consumo dietético e a ocorrência de desfechos clínicos, em geral relacionados às doenças crônicas não transmissíveis. Ele utiliza como instrumento de investigação uma lista com vários alimentos e a frequência (várias vezes ao dia, semanal, quinzenal, mensal, etc.) na qual são consumidos. O questionário de frequência alimentar não estima o consumo absoluto do paciente, visto que nem todos os alimentos consumidos podem constar na lista, podendo o nutricionista acrescentar quantas opções achar necessário. Além disso, ele não avalia a quantidade dos alimentos ou grupos de alimentos consumidos, apenas a frequência. Assim sua aplicação pode ser feita em conjunto com outros métodos.

História alimentar

História Alimentar

A história alimentar consiste em uma entrevista com o propósito de gerar informações sobre os hábitos alimentares atuais e passados do paciente. São relatados os alimentos consumidos habitualmente, com maiores detalhes sobre os tipos, tamanhos das porções, frequência de consumo e variações de tempo (sazonais). Este método se assemelha com o recordatório de 24 horas e também depende da memória do paciente, além de requerer treinamento do nutricionista para minimizar induções de respostas.

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

E você, nutricionista?

Qual método de avaliação de consumo alimentar você mais usa?

Todos estes métodos, ao final, ajudam na avaliação do padrão alimentar do paciente, que é um dos principais componentes do estilo de vida e abrange, não somente a escolha dos alimentos em si, mas tudo que esteja relacionado à alimentação cotidiana. Sendo assim, é importante que o nutricionista tenha um grande cuidado na hora de aplicar quaisquer que sejam os métodos! Estude, analise, treine, fique de olho! Faça um trabalho de excelência e garanta o sucesso de seu trabalho!

Gostou? As Planilhas Cookie® permitem que você avalie o consumo alimentar de seu paciente utilizando Registro Alimentar e Questionário de Frequência Alimentar! Clique aqui e conheça um pouco mais das melhores soluções de trabalho para nutricionistas.

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

 

Bibliografia Consultada:

FISBERG, R.M. Inquérito Alimentar. Faculdade de Saúde Pública – Universidade de São Paulo. 2012.

FISBERG, R.M.; MARCHIONI, D.M.L.; COLUCCI, A.C.A. Avaliação do consumo alimentar e da ingestão de nutrientes na prática clínica. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia, v. 53, n. 5, 2009.

Deixe o seu comentário

Carrinho Vazio