Blog da Cookie

Conteúdos exclusivos sobre nutrição, saúde, estética e marketing para nutricionistas

Início / Curiosidades / Comida Light é Melhor Para Quem Quer Emagrecer: Verdade Ou Mentira?

Buscar no Blog

  • Compartilhar post

03.05.2017

Comida Light é Melhor Para Quem Quer Emagrecer: Verdade Ou Mentira?

Comida light

O Nutricionista que atende em consultório ou Personal Diet sabe muito bem o quanto esta questão surge entre os pacientes. Será que um alimento light é melhor para quem quer emagrecer? É isso que vamos explicar um pouco mais neste post! Acompanhe.

Antes de mais nada: o emagrecimento

O termo emagrecer significa que um indivíduo tornar-se-á mais magro, ou seja, reduzirá a massa gorda em proporção à massa magra. Desta forma é possível que o emagrecimento seja alcançado diminuindo a quantidade de tecido adiposo do corpo, aumentando a massa muscular ou combinando os dois.

E onde a comida light entra nessa história?

Produtos light

Bem… a comida light seria a “salvação” para todos aqueles que querem perder peso. Até porque elas contêm menos calorias e, para emagrecer é preciso que, ao final do dia, o corpo esteja em balanço energético negativo (gastar mais, comer menos), certo?

Ahh… Se tudo fosse tão fácil assim! Primeiramente, o termo light, segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), é um tipo de informação nutricional complementar, e é sinônimo de “reduzido”. Para que este termo seja utilizado no rótulo de algum alimento, deve atender aos requisitos estabelecidos na Resolução RDC n. 54/2012. Sendo assim, um alimento pode ser considerado “light” em valor energético, açúcares, gorduras totais, gorduras saturadas, colesterol e sódio. Desta maneira, é necessária uma redução de, no mínimo, 25% no valor energético ou no conteúdo do nutriente objeto da alegação em relação ao alimento convencional.

Ou seja: quando você lê o termo “light” no rótulo de algum produto, não necessariamente significa que ele apresenta redução de gorduras ou energia. Assim, o alimento pode ter menos sódio, por exemplo, e não ter nadinha de redução de calorias. Em outras palavras, a ingestão de diversos tipos de alimentos light por quem quer emagrecer é injustificável, mesmo sendo a redução de sódio ou de outros nutrientes, desejável ou benéfica para a saúde. Além do mais, é comum ver alguns alimentos lights em açúcares e que possuem mais gordura para compensar o sabor. E você acha que compensa? Nós achamos que não!

Comer

E olha que estamos falando apenas dos produtos industrializados! Essa história de pratos lights que vemos na televisão, internet e revistas também pode ser perigosa! Tem prato que é light só no nome mesmo…

Portanto, nada de achar que o termo light significa um ótimo alimento que pode ser consumido em qualquer quantidade, ok? Ele tem sua função, pode ajudar muitas pessoas, mas não podemos encará-los como os “salvadores da pátria” quando o assunto é o emagrecimento e a mudança de hábitos alimentares! Existem alimentos, que mesmo não sendo considerados “lights”, são melhores opções para quem quer ter uma alimentação mais saudável, como é o caso das frutas e hortaliças, cereais integrais, laticínios, gorduras boas, carnes e ovos…

Conclusão: nem tudo que é light ajuda no emagrecimento. Às vezes é ótimo. Às vezes não ajuda nada. Às vezes atrapalha.

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

Cadastrar agoraSe você gostou do post e deseja receber mais novidades sobre alimentação e nutrição diretamente em seu e-mail, cadastre-se em nosso site! Você ainda receberá alguns brindes surpresas que preparamos para você!

Texto: Anne Karoline Paiva
Revisão: Ju Tolêdo

Bibliografia Consultada:

Anvisa. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução da Diretoria Colegiada – RDC nº 54, de 12 de novembro de 2012. Dispõe sobre o Regulamento Técnico sobre Informação Nutricional Complementar.

Anvisa. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Consumo e saúde: alimentos diet e light – entenda a diferença.

Site Ciência Informa

Tags:

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

De brinde você escolhe de um a cinco e-books sobre nutrição totalmente gratuitos.