Blog da Cookie

Conteúdos exclusivos sobre nutrição, saúde, estética e marketing para nutricionistas

Início / Curiosidades / Comer Depois Do Treino Ajuda a Ganhar Massa Muscular: Verdade Ou Mentira?

Buscar no Blog

  • Compartilhar post

31.05.2017

Comer Depois Do Treino Ajuda a Ganhar Massa Muscular: Verdade Ou Mentira?

Pós treino suplemento

É comum! Você chega na academia e vê inúmeras pessoas fazendo seus treinos e logo depois correndo para casa, para algum restaurante ou preparando uma coqueteleira para se alimentar e ter maiores resultados no ganho de massa muscular. Você, Nutricionista, também já deve ter ouvido inúmeras dúvidas sobre o tema. E pensando nisso, vamos elucidar alguns fatores para vocês.

Primeiramente, em resumo, o exercício físico segue a seguinte dinâmica:

  • Durante o treino ocorre desgaste, catabolismo. O organismo usa estruturas para a contração muscular e degrada combustíveis para a geração de energia. Durante o treino não se ganha nada! Só perdemos.
  • Imediatamente após o exercício as reações de catabolismo ainda estão em alta, pois estas não são freadas bruscamente. Este catabolismo é proporcional à duração e principalmente à intensidade do exercício.
  • No período de descanso, de intervalo entre os treinos, ocorre a reconstrução das estruturas e reabastecimento dos estoques de energia. É a hora do anabolismo!

Ganha-se massa muscular descansando…

Hipertrofia

Desta forma, realmente é após o treino que precisamos consumir alimentos com nutrientes específicos para ressintetizar a energia perdida e fornecer matéria-prima necessária para que aconteça o start na síntese proteica. Mas será que é imediatamente após o treino? Bem… Isso dependerá de inúmeros fatores, e a individualidade prevalecerá.

O ponto crítico nessa questão são os atletas engajados em diversas atividades em um único dia ou que possuem esquema de treinamento que não permite uma alimentação plena até o próximo horário de treino. Isso porque:

1- A reposição de glicogênio muscular perdido durante a sessão de exercício ocorre em duas fases distintas: a primeira que ocorre de 30 a 60 minutos pós-treino e por mecanismos que independem da insulina. Já a segunda é mais lenta, insulino-dependente e consegue repor todo o glicogênio em até 24 horas pós-exercício.

→ E o que isso quer dizer? Que se você for um atleta e precisar treinar ou competir em pouco tempo após o término do primeiro exercício, provavelmente precisará se alimentar logo após a sessão. Porém, caso você treine na academia e só vai fazer outra sessão de treinamento no outro dia, essa “reposição” rápida não se justifica. Isso porque o consumo de carboidratos depois do treino tem basicamente essa função: repor glicogênio muscular e hepático.

2- Quando falamos em proteína, vamos um pouco mais fundo em toda essa questão. Isso porque já se sabe que os efeitos do exercício de força no aumento das taxas de síntese proteica duram muito mais que 24 horas. Mesmo que já existam estudos mostrando que a ingestão de proteínas após uma sessão de exercício de força maximiza os ganhos, não podemos atribuir esses ganhos a apenas essa prática. É muito mais importante adequar o consumo proteico em todo o dia alimentar e praticar os exercícios regularmente.

verdade ou mentira

mentira

Conclusão: claro que também não é preciso ficar horas sem comer depois do treino, porém se alimentar (ou utilizar suplementos) imediatamente após o término do exercício não é um fator essencial para a ganhar massa muscular. :)

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

Gostou?

Então cadastre-se em nosso site e receba, semanalmente, muito conteúdo bacana sobre nutrição, saúde, marketing e empreendedorismo! É só clicar aqui! 

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

Tags:

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

De brinde você escolhe de um a cinco e-books sobre nutrição totalmente gratuitos.