Blog da Cookie

Conteúdos exclusivos sobre nutrição, saúde, estética e marketing para nutricionistas

Início / Nutrição Clínica / Cardápio Para Portadores de Diabetes Deve Conter Apenas Alimentos Diet?

Buscar no Blog

  • Compartilhar post
Como Calcular Dietas | E-book Grátis!

05.07.2016

Cardápio Para Portadores de Diabetes Deve Conter Apenas Alimentos Diet?

Diabetes

Você é Nutricionista? Já atendeu algum paciente portador de Diabetes Mellitus (DM)? Sentiu dificuldades na hora de montar a dieta? Será que é preciso inserir apenas alimentos diet neste plano alimentar? Quer saber um pouco mais sobre esta condição? Então você está no lugar certo! Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, estima-se que, atualmente, a população mundial com diabetes é da ordem de 382 milhões de pessoas e que deverá atingir 471 milhões em 2035. Este número vem aumentando em virtude do crescimento e do envelhecimento da população e de hábitos relacionados à má alimentação e sedentarismo.

Antes, vamos falar sobre Diabetes…

Diabetes

O Diabetes Mellitus é uma patologia caracterizada por um grupo de distúrbios metabólicos que apresentam em comum a hiperglicemia, decorrente de defeitos na secreção de insulina (Diabetes Mellitus tipo 1), na ação do hormônio insulina (Diabetes Mellitus tipo 2) ou em ambas. Além dessas, também é possível uma intolerância à glicose  durante a gestação, conhecida por Diabetes Mellitus Gestacional.

Como profissionais de saúde bem sabemos que o bom controle metabólico do diabetes previne o surgimento e pode ajudar a retardar a progressão de suas complicações crônicas, melhorando a qualidade de vida do portador. E dentro deste tema, a alimentação tem papel fundamental.

Como assim?

Alimentação e glicemia

A alimentação precisa ser encarada como um fator importante na prevenção e no tratamento do Diabetes. Além do mais, educar o indivíduo para que este compreenda o papel e a influência dos alimentos no metabolismo da glicose no organismo e na prevenção de complicações tardia é competência essencial do Nutricionista.

No momento do cálculo e montagem do plano alimentar, o Nutricionista precisará levar em consideração o tipo de Diabetes que o paciente apresenta, além dos medicamentos que este ingere e também o uso ou não de insulina.

Confira as recomendações da Sociedade Brasileira de Diabetes de macro e micronutrientes para um plano alimentar específico para portadores de DM.

Recomendações SBD 2014 - 2015

E quanto aos carboidratos?

Carboidratos

Existem vários tipos de carboidratos, classificados, basicamente, em simples e complexos. Os carboidratos simples mais encontrados na alimentação são glicose, frutose, sacarose e lactose e, entre os complexos, o amido.

É muito comum a informação de que portadores de diabetes não podem consumir carboidratos. E este é um grande MITO. Embora o carboidrato tenha um importante papel no metabolismo glicêmico, os alimentos que contêm este nutriente são também importantes fontes de energia, fibras, vitaminas e minerais, que contribuem com a saúde de forma geral.

Açúcar Diabetes

Então podemos pensar: e o açúcar (sacarose)? É sabido que seu consumo pode sim, ser liberado dentro de um contexto de dieta saudável para o paciente com glicemia estável.

Outro ponto a ser considerado em relação aos carboidratos é o seu Índice Glicêmico, que demonstra a resposta que vários alimentos tem na glicemia após serem consumidos. Porém, na prática, essa estratégia apresenta algumas limitações, como a variabilidade glicêmica dos alimentos, por exemplo (como origem, clima, solo, preparo, tempo de cozimento e, até mesmo, quando estes são consumidos com outros macronutrientes). Claro que muitos profissionais utilizam as tabelas de Índice Glicêmico e acertam no plano alimentar, mas este tema é ainda controverso.

Precisamos mesmo é nos atentar que a quantidade e a qualidade dos carboidratos interferirão na glicemia do paciente!

Além do Índice Glicêmico, muitos Nutricionistas utilizam a estratégia de contar os gramas de carboidratos, pois as quantidades do nutriente têm maior efeito sob a glicemia do paciente.

Contagem de carboidratos?

Contagem de carboidratos

A contagem de carboidratos é uma estratégia nutricional na qual se contabiliza os gramas de carboidratos consumidos nas refeições e lanches, com o objetivo de manter a glicemia dentro de limites convenientes. Dentre os métodos de contagem, existem dois que são mais amplamente utilizados: Lista de equivalentes e Contagem em gramas de carboidratos. Os dois podem ser utilizados ao mesmo tempo (tudo dependerá da conduta do profissional) e a escolha deverá levar em consideração a necessidade do paciente.

UFA! E olha que estamos falando apenas dos carboidratos…

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

Como sempre houveram informações de que portadores de diabetes não poderiam consumir açúcares, os ALIMENTOS DIET viraram as grandes referências de alimentos “liberados” para o público com DM. Até porque, se o açúcar no sangue não aumentar, todos os problemas seriam resolvidos, correto? ERRADO!

Mas… O que são os alimentos DIET?

Alimentos diet

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o termo DIET é usado para designar alimentos para fins especiais, ou seja, para condições fisiológicas ou grupos populacionais específicos. Neste sentido, estes produtos contêm modificações no conteúdo de algum nutriente, ou seja, não necessariamente um alimento diet não conterá açúcar em sua lista de ingredientes. Além do mais, os produtos diet para diabéticos podem ser isentos de açúcar, mas conter quantidades similares de carboidratos que um alimento normal em sua composição.

Observação importante: quando mencionamos a expressão “condições fisiológicas específicas“, são estabelecidos na Portaria nº 29/1998:

  • alimentos para dietas com restrição de nutrientes
  • alimentos para controle de peso
  • alimentos para ingestão controlada de açúcares

E então…

Alimentação Diabetes

O paciente portador de diabetes precisa ter uma alimentação saudável e equilibrada. Ela precisa ser ajustada individualmente, permitindo ao paciente uma vida ativa, perfeitamente integrada ao grupo social no qual ele está inserido. Ou seja: não precisa conter APENAS alimentos diet! Até porque, mesmo não contendo açúcar em sua composição, eles podem apresentar grandes quantidades de outros nutrientes para manter a qualidade e palatabilidade do produto, como a gordura, por exemplo. Logo, o paciente não estará consumindo açúcar, mas estará ingerindo gorduras em quantidades aumentadas, prejudicando diretamente o controle do peso e a saúde cardio circulatória.

Claro que os produtos diet podem ser inseridos no cardápio, principalmente pela praticidade e preferências do paciente, porém direcionar a dieta apenas para o uso destes não é recomendado!

Alimentos e Diabetes

Portanto, Nutricionistas, a composição do plano alimentar calculado para portadores de DM precisa enfatizar o consumo de alimentos naturais, com a consequente redução de industrializados. Isso direcionará a dieta para a maior inclusão alimentos vegetais, ou seja, hortaliças, frutas, cereais pouco refinados e leguminosas, desta forma incrementando o consumo de fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes. A ingestão de carnes, leite e derivados e gorduras deverá ser de acordo com as recomendações e priorizar o consumo de carnes magras, “gorduras do bem” e leites e derivados com boa procedência!

Que tal? E lembre-se de sempre estimular o seu paciente para praticar atividade física com o acompanhamento de um Professor de Educação Física especializado!

_______________________________________________________________________

Gostou do post?

Cadastrar agoraEntão cadastre-se em nosso site e receba o Manual Oficial de Contagem de Carboidratos para Profissionais da Saúde. SBD, 2009, diretamente em seu e-mail!

 

 

_______________________________________________________________________

Texto: Anne Karoline
Revisão: Ju Tolêdo

Bibliografia Consultada:

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) - Alimentos diet e light – entenda a diferença.

Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). Diretrizes 2014-2015.

Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). Manual de Nutrição. 2009.

Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). Manual Oficial de Contagem de Carboidratos para Profissionais de Saúde. 2009. (Cadastre em nosso site e receba em seu e-mail)

Tags:

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

De brinde você escolhe de um a cinco e-books sobre nutrição totalmente gratuitos.